Crie hábitos saudáveis, não restrições

Restrições geram ansiedade e aumentam a chance de uma compulsão pelo alimento “proibido”. Pense diferente, crie hábitos saudáveis =) Para ter uma vida com mais saúde você não precisa excluir todos os alimentos que considera “não saudável”, basta consumi-los moderadamente. Saúde … Continuar lendo

Conhecendo as gorduras

 Quando falamos em gordura, a reação das pessoas é sempre a mesma. Todos imaginam que este nutriente é um grande vilão mas na verdade a gordura não deve ser temida.

Ela é parte fundamental de uma alimentação saudável pois desempenha funções muito importantes em nosso organismo, tais como:

  • Armazenar e fornecer energia. A gordura armazenada sob a pele também ajuda o corpo a proteger-se do frio e a evitar perdas de calor;
  • São indispensáveis para a formação da membrana das células, formação de hormônios, bílis e algumas partes do sistema nervoso;
  • Desempenham também um papel importante na absorção de vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K);
  • Atuam também como revestimento protetor que envolve alguns órgãos vitais como o coração, fígado e rins.

Conhecendo todas estas funções, fica mais fácil perceber a importância deste nutriente em nossa alimentação, lembrando sempre de considerar o tipo de gordura consumido e também tamanho da porção!

As gorduras são divididas em quatro grupos diferentes de acordo com sua composição química. Conheça-os melhor:

 

Os 04 tipos de Gordura

Os 04 tipos de Gordura

Gordura saturada

Este tipo de gordura é sólida em temperatura ambiente e viscosa quando aquecida. É encontrada em alimentos de origem animal, embora também apareça em alguns alimentos de origem vegetal como o coco e a palma.

Alguns novos estudos sugerem que este tipo de gordura não faz mal para o coração, e atribuem essa responsabilidade ao sedentarismo, alto consumo de alimentos industrializados e carboidratos de alto índice glicêmico.

As principais fontes são: cortes gordurosos de carne, pele de frango, produtos lácteos integrais (queijo, manteiga), creme de leite, bacon, banha, toucinho e alguns tipos de sobremesas.

Colesterol
O colesterol desempenha um papel importante no organismo: participa da produção dos hormônios sexuais e das glândulas supra-renais. Além dessas funções, o colesterol ajuda na formação da membrana celular e da bílis (fundamental para a digestão das gorduras).

O problema dessa gordura está relacionado ao seu excesso, pois para ser transportado pelo corpo, o colesterol conta com a ajuda de uma lipoproteína chamada LDL. Durante este transporte a lipoproteína acaba deixando rastros da gordura pelo caminho, formando as placas prejudiciais à saúde. Para ajudar a recolher os restos deixados pela LDL, o organismo conta com a participação da proteína HDL. Também ajudante no transporte do colesterol pelo corpo, ela entra em ação como uma espécie de faxineira varrendo todos os rastros nocivos. Por isso, é importante que as taxas de HDL sempre estejam acima das de LDL.

O segredo para manter essa proporção em equilíbrio e ficar longe das doenças cardiovasculares é evitar o consumo de alimentos industrializados e controlar o consumo de alimentos de origem animal, como carne, leite e derivados e embutidos.

Gordura Trans

Também conhecida como gordura vegetal hidrogenada, as gorduras trans são produzidas a partir de óleos vegetais que passam por um processo chamado hidrogenação, ou seja, átomos de hidrogênio são adicionados ao óleo, que deixam de ser líquidos à temperatura ambiente e tornam-se sólidos.

Este tipo de gordura foi criado pela indústria para ajustar a textura dos alimentos e aumentar seu prazo de validade.

Os malefícios deste tipo de gordura são muitos, entre eles podemos destacar o aumento da LDL e diminuição da HDL, aumento do triglicérides e como consequência pode elevar o risco de obesidade e problemas cardiovasculares.

As principais fontes são: alimentos industrializados em geral, alguns tipos de margarinas, sorvetes, biscoitos, bolinhos recheados, salgadinhos, salgados e lanches.

Gordura Monoinsaturada

Este tipo de gordura fornece energia suficiente para aumentar o metabolismo basal, sem estimular a secreção de insulina.

Também ajuda a reduzir os níveis de LDL sem reduzir os de HDL.

As gorduras monoinsaturadas são mais estáveis do que as poli-insaturadas, podendo ser aquecidas, além de protegerem as polinsaturadas da oxidação, sendo estas últimas muito oxidáveis e instáveis.

As principais fontes são: óleo de canola, azeite de oliva, abacate, azeitona, amendoim, castanha de caju, amêndoas e pistache.

Gordura Poli-insaturada

É rica em ácidos graxos essenciais, o Ômega 3 e Ômega 6, substâncias que não são produzidas pelo nosso organismo e precisam ser obtidas por meio da alimentação.

Também auxiliam na redução e controle dos níveis de colesterol no sangue.

As principais fontes são: óleo de soja, girassol, milho, peixes como o atum, sardinha e em frutos do mar, nozes e sementes de abóbora, linhaça e chia.

 

Vale lembrar que mesmo com todos estes benefícios devem ser consumidas moderadamente, de acordo com a sua prescrição nutricional e recomendação do seu nutricionista.

Agora que você já conhece cada gordura e sua função, muita atenção ao rótulo. Antes de escolher entre um e outro alimento observe as informações nutricionais presentes.

Evite consumir alimentos que possuem gorduras trans, gordura hidrogenada (ou parcialmente hidrogenada) e óleo vegetal hidrogenado (ou parcialmente hidrogenado).

 

Os benefícios do Abacate

Você gosta de abacate, mas tem receio de incluí-lo na sua alimentação?

Então conheça algumas curiosidades sobre o Abacate:

Imagem

  • É rico em gorduras monoinsaturadas que são excelentes para a saúde do coração, pois previnem o acúmulo de LDL (uma fração do colesterol considerada “ruim”).
  • Contém vitaminas A, C, E, B3 e B6, além de magnésio, potássio, glutationa e luteína.
  • Alguns estudos relacionam o consumo do abacate à perda de peso pois o ácido oléico (mesma gordura boa presente no azeite extra-virgem de oliva) presente na polpa do abacate aumenta a sensação de saciedade mantém a fome sob controle.
  • Sua ação antiinflamatória o torna um excelente aliado no tratamento da acne, celulite e doenças cardiovasculares.
  • Além de todos esses benefícios, o abacate também é rico em beta-sitosterol, que ajuda a reduzir a ansiedade e controlar o estresse.

Consulte seu nutricionista e veja como incluir esta fruta tão rica em nutrientes em sua alimentação.

=)

 

Fonte: http://www.nutritotal.com.br/perguntas/?acao=bu&id=794&categoria=1

Controlando a ansiedade

Dos vários neurotransmissores, a serotonina exerce grande influência no estado de humor.

Ela é também conhecida como a substância “mágica” e “sedativa” que melhora o humor de um modo geral, principalmente em pessoas com depressão e ansiedade.

Os níveis cerebrais de serotonina são dependentes da ingestão de alimentos fontes de triptofano (aminoácido precursor da serotonina) e de carboidratos.

A ingestão de carboidratos leva ao aumento nos níveis de insulina, que auxiliam na “limpeza” dos aminoácidos circulantes no sangue. Nessa limpeza de aminoácidos só escapa o triptofano na barreira hemato-encefálica.

O triptofano, uma vez no cérebro, aumenta a produção de serotonina que é o neurotransmissor capaz de reduzir a sensação de dor, diminuir o apetite, relaxar e até induzir e melhorar o sono.

As melhores fontes de triptofano são:

  • Aveia
  • Brócolis
  • Leite
  • Sementes de abóbora e girassol

Além do triptofano, outros nutrientes também participam da formação da serotonina.

Conheça as funções de cada um, saiba onde encontrá-los e inclua sempre estes alimentos no seu dia-a-dia:

ansiedade_nutricionistacassia

Fonte: http://www.emtr.com.br/alimentos_antidepressivos.htm

Qual é a diferença entre suco, néctar ou polpa?

SUCO

O QUE É: o líquido que vem do esmagamento da fruta. De acordo com a legislação brasileira, a maioria dos sucos não pode conter água para pertencer à categoria, exceto sucos feitos de frutas tropicais, como pitanga, tamarindo, caju, cupuaçu, etc. Neste caso, sem adicionar água não é possível extrair o suco.

CONTRAS: Pensando na composição nutricional rica em vitaminas, o suco é sempre a melhor escolha, mas por ser mais concentrado, tem mais calorias. Além disso, algumas frutas têm índice glicêmico alto, o que dificulta o controle do diabetes. Este é o caso do suco de uva, pêssego, goiaba, melancia e laranja.

 suco de laranja

NÉCTAR

O QUE É: O nome sugere que o néctar é superior ao suco, o que não é verdade. Néctar significa doce. É uma bebida que já vem adoçada e diluída em água, pronta para consumir. Normalmente você os encontra em caixinhas ou latinhas.

CONTRAS: O teor de polpa é menor do que no suco. No néctar, coloca-se de 20% a 30% de polpa, o resto é água e açúcar. Além disso, os produtos nacionais ainda não trazem no rótulo o volume de açúcar. A dica é escolher frutas pouco ácidas, que precisem de menos açúcar. O néctar de limão sempre levará mais açúcar do que o néctar de banana ou goiaba por exemplo.

 nectar_frutas_nutricionistacassia

BEBIDA DE FRUTA 

O QUE É: Aparece no mercado com o nome de refresco de fruta. É a bebida com a menor concentração de fruta da categoria. Pode ser até levemente gaseificada. Apenas 8% de sua composição corresponde à polpa de fruta.

CONTRAS: Nesta versão está liberado o uso de corantes artificiais – substâncias proibidas tanto no suco como no néctar. Alguns são especialmente nocivos para as crianças, pois podem provocar alergias. Em breve, mais informações sobre corantes e aditivos.

 refresco_bebida_nutricionistacassia

POLPA CONGELADA

O QUE É: Suco ou néctar de fruta vendida em porções individuais. Em geral, é batida com água no liquidificador. Se não tiver açúcar, é uma boa opção.

CONTRA: Para o consumo fora de casa, a preocupação é com a qualidade da água. Prefira água mineral para o preparo do suco. O mecanismo de conservação é rústico, com difícil comercialização e transporte. No processo de congelamento a fruta perde algumas propriedades nutricionais e fica mais suscetível à oxidação.

 polpa_fruta_nutricionistacassia

DESIDRATADO

O QUE É: Conhecido como suco de pozinho, para diluição em água, embora não devesse ser chamado de suco. É bastante artificial. Para cada 100g de produto seco (pó) há só 1g de polpa de fruta – o que equivale ao teor de um refrigerante à base de fruta.

CONTRAS: Nem todas as frutas podem ser convertidas em pó com facilidade. Essa questão limita um pouco a diversidade de sabores.

 

ORGÂNICO

O QUE É: Feito a partir de frutas cultivadas sem agrotóxicos. Quando se compra um orgânico, leva-se mais do que um produto, compra-se uma filosofia de produto. Não é só um item que não recebeu defensivos agrícolas no plantio. Também há condições de trabalho adequadas para quem está envolvido na produção e um mecanismo de transporte e distribuição que respeita o meio ambiente. Para crianças, mais sensíveis aos agrotóxicos são uma excelente opção.

CONTRAS: Como não levam conservantes, tendem a durar menos que itens tradicionais e costumam ser mais caros.

suco_organico_natural_nutricionistacassia

Leia SEMPRE o rótulo dos alimentos e evite cair em armadilhas.

Até o próximo post!

Fonte: http://www.abril.com.br/noticias/comportamento/afinal-suco-nectar-ou-polpa-949349.shtml

Imagens: Google